Conheça a história:

Leia o case completo

Como foi o processo:

129 candidatos se inscreveram para o processo, dos quais 70  eram residentes de Londrina e os demais de outros 11 estados da federação.

Idealização

O processo foi idealizado pelo Deputado Federal e prefeito eleito de Londrina, Marcelo Belinati (PP-PR) e pela Frente Parlamentar da Educação, liderada pelo Deputado Federal Alex Canziani (PTB-PR).

Mão na massa

O Vetor Brasil foi o responsável por operacionalizar todas as etapas do processo seletivo. Os candidatos finalistas tiveram então seus nomes recomendados ao prefeito, responsável pela decisão final.

Foi uma iniciativa inovadora em todo o Brasil e é impressionante o que tenho recebido de prefeitos buscando informações porque querem adotar este modelo de escolha de seu secretariado, que é baseado na meritocracia.”
Marcelo Belinati

Prefeito de Londrina

As etapas do processo seletivo:

1- Análise de experiências (CV) e motivações pessoais
Avaliação da progressão profissional e das experiências dos candidatos em posições de liderança, além das motivações dos candidatos em participar do processo seletivo

2- Entrevistas por competência + estudo de caso
Avaliação das competências apresentadas pelo candidato, de sua capacidade analítica e senso de priorização, por meio de simulação de tomada de decisão, no contexto da gestão da educação

3- Avaliação integrada de competências e perfil
Avaliação das preferências comportamentais e das habilidades verbais e numéricas do candidato, utilizando a ferramenta Talent Q da Korn Ferry, empresa global de recrutamento de executivos

4- Referências Profissionais
Avaliação das experiências profissionais e competências dos candidatos pela ótica de seus gestores diretos em experiências passadas

5- Sabatina com a comunidade educacional de Londrina
Avaliação dos candidatos quanto a experiências com educação e gestão, conhecimentos dos desafios da educação em Londrina, bem como de sua capacidade de comunicação

6- Entrevista com Banca Avaliadora Multidisciplinar
Avaliação das competências e experiências do candidato por um painel qualificado.

A secretária

Ao final, a professora Maria Tereza Paschoal de Moraes, ex-Secretária de Educação de Ourinhos/SP foi escolhida pelo prefeito eleito para assumir a Secretaria de Educação em 2017.

Maria Tereza é professora do ensino básico, tendo atuado de 2000 a 2012 em sala de aula, e advogada. Foi Secretária Municipal de Educação de Ourinhos de janeiro de 2013 até março de 2016.

Durante sua gestão o IDEB municipal passou de 5,3 para 6,4, e a fila de espera por vagas em creche, que era de 1.054 crianças, foi reduzida em cerca de 85%. Possui master em Liderança e Gestão Pública pelo CLP/Harvard/EUA e é líder RAPS (Rede de Ação Política pela Sustentabilidade).

“Se tivermos as melhores pessoas, levaremos a gestão pública ao sucesso. Este processo seletivo estabeleceu um novo paradigma na administração pública brasileira. Espero que se torne um exemplo.”
Alex Canziani

Deputado Federal / Frente Parlamentar da Educação

Saiu na imprensa

Materiais relevantes

• Memorando de Entendimento assinado entre o Vetor Brasil e o prefeito eleito, Marcelo Belinati – 26/10/2016 – PDF
• Lançamento do processo seletivo no Congresso Nacional – 26/10/2016 – YouTube
• Chamamento público da pré-seleção para sugestão de candidatos ao cargo de Secretário de Educação de Londrina – PDF
• Relato do processo de seleção dos candidatos ao cargo de Secretário de Educação do município de Londrina: desafios e aprendizados – PDF

Conheça também

Líderes de Gestão Pública

veja mais